segunda-feira, 23 de abril de 2018

"A educação de Neymar", Coluna José Paulo da Rosa, Revista Evidência Gravataí, ANO XXXIII, Nº 235, 04/2018, R$14,90


"D'Alessandro foi liberado pelo Inter, em março, para ir à Argentina concluir o ensino médio. Isso é bom, mas evidencia a dificuldade de os jogadores seguirem seus estudos _ o meia colorado está com 36 anos. Neymar, por sua vez, o melhor jogador brasileiro em atividade, parou de estudar no segundo ano do ensino médio. Em 2016, nos 20 times que jogaram a série A, havia 500 jogadores. Apenas seis tinham curso superior e outros nove estavam cursando. Curioso que, desses quinze, sete eram goleiros. De qualquer modo, num país onde a maioria dos jovens, especialmente meninos, sonha em ser jogador de futebol, seria bom que os jogadores profissionais seguissem seus estudos enquanto jogam, até como forma de estimular a juventude. Times de futebol precisam criar condições para isso, assim como as escolas deveriam incentivar cada vez mais o esporte _ futebol, vôlei, basquete, handebol, atletismo _, pois educação e esporte são as melhores alternativas para o desenvolvimento de nossos jovens. É claro que Neymar pode jogar muito bem e ser milionário independente da educação que tem. Higuita também conseguiu ser protagonista no mundo do esporte e personalidade de sua cidade, mesmo com baixa educação. Todavia não tenho dúvida de que esses atletas seriam melhores, como jogadores e como pessoas, se tivessem uma educação mais elevada. O aumento do nível educacional da população também contribuirá para diminuir índices de corrupção. Por tudo isso, para que não tenhamos como referência apenas jogadores de futebol _ ou mesmo traficantes _, deveríamos estar mais preocupados com o fato de Neymar interromper seus estudos e menos com seu metatarso."

Coluna Conceito de José Paulo da Rosa
jp.rosa@terra.com.br

Revista Evidência Gravataí
ANO XXXIII, Nº 235, 04/2018, R$14,90

Página 48

Direção e Edição Luiz Henrique Saltiel
www.revistaevidencia.com.br

Boas leituras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário