quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Livro Os Pastores da Noite, Jorge Amado


"Pastoreavamos a noite como se ela fosse um rebanho de moças e conduziamos aos portos da aurora com nossos cajados de aguardente, nossos toscos bastões de gargalhadas.
E, se não fôssemos nós, pontais ao crepúsculo, vagarosos caminhantes dos prados do luar, como iria a noite _ suas estrelas acendidas, suas esgarçadas nuvens, seu manto de negrume _, como iria ela, perdida e solitária, acertar os caminhos tortuosos dessa cidade de becos e ladeiras? ( ... ) Em nosso apascentar sem limites, tamos recolhendo a sede e a fome, as súplicas e os soluços, o estrume das dores e os brotos da esperança, os ais de amor e as desgarradas palavras doloridas, e preparavamos um ramalhete cor de sangue para com ele enfeitar o manto da noite."

Livro Os Pastores da Noite
Jorge Amado

Editora Record
26° edição
1976

Boas leituras!


Nenhum comentário:

Postar um comentário