terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Livro João Batista, Coleção Clássicos da Bíblia


Livro João Batista
Texto Cristina Marques
Ilustrações Belli Studio

Editora BrasiLeitura

Boas leituras!

Balanço das doações de livros em fevereiro de 2017

Doação feita pelo Prof. Anderson França

Doação feita pela nossa sobrinha Laura

Doação feita por uma cliente 

Doação feita por Luis Stumpf

Doação feita por Luis Stumpf

Doação feita pelo Prof. Anderson França

Doação feita por um cliente 

Doação feita por uma cliente

O Projeto LEIA Gravataí só consegue cumprir seu propósito com a ajuda dos amigos e de pessoas da comunidade que "abraçam" o projeto e DOAM livros!

Obrigado a todos e todas que doaram livros!

Estamos à disposição de todos na Rua Lateral a RS 020, n. 1736, Morada do Vale I, Gravataí, RS; de segunda a sábado, das 8:30 as 18:00.

Boas leituras!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Livro Convivendo com seu sexo, Hália P. Souza


"Os laços afetivos entre pais e filhos crescerão na medida em que a verdade se fizer presente, solidificando a ligação familiar, gerando confiança e segurança."

Livro Convivendo com seu sexo
Infantil - faixa etária de 3 a 7 anos
Hália P. Souza

Paulinas
9a. Edição
1999

Boas leituras!

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Letra Música: O abre alas, Chiquinha Gonzaga

Estamos devidamente fantasiados pra pular carnaval!


"Ó abre alas
Que eu quero passar
Ó abre alas
Que eu quero passar
Eu sou da lira
Não posso negar
Eu sou da lira
Não posso negar
Ó abre alas
Que eu quero passar
Ó abre alas
Que eu quero passar
Rosa de Ouro
É que vai ganhar
Rosa de Ouro
É que vai ganhar
**
Ó abre alas
Eu quero passar
Ó abre alas
Eu quero passar
Rosa de Ouro
Não pode negar
Rosa de Ouro
Não pode negar."

"A pioneira marchinha de carnaval não conheceu publicação, como tal, em vida da compositora. Criada durante ensaio do cordão Rosa de Ouro no Andaraí, bairro na Zona Norte do Rio de Janeiro, onde residia a maestrina na ocasião, a despretensiosa marchinha foi inspirada no andamento do cordão, que sabemos utilizar a procissão religiosa como matriz. Nascia ali, em fevereiro de 1899, a marchinha, um gênero novo que ainda prestaria grandes serviços ao carnaval carioca."

Para saber mais, acesse: 

http://www.chiquinhagonzaga.com/acervo/?musica=o-abre-alas

Boas leituras e folias!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Revista Evidência, Ano XXXII, n. 221, 02/2017

Página 30, Revista Evidência, 02/2017

www.revistaevidencia.com.br
Nesta edição da Revista Evidência queremos destacar o lançamento do livro "Contos para contar do Inventor dos Ventos, de Carlos Adriano Albani da Silva, com o selo B&M.

(...)

"Conforme o autor, a publicação reúne mais de 70 letras de música, poemas e causos modernistas em 30 capítulos."

Para ler a nota na íntegra adquira a Revista Evidência nas bancas ou através do site.

Saliento a excelente coluna do jornalista Alexandre Garcia, com o título "O ovo da serpente"; e a reportagem sobre a protetora de animais Carla Adriana Forgiarini da Casa Verde da Esperança e o trabalho junto ao Canil Municipal.

Para ajudar a Carla, doações podem ser entregues na Agrocenter (Rua Anapio Gomes, 1258), Ponto dos Baixos (Rua Coronel Fonseca, 1014) e Cusco & Cia (Rua Coronel Fonseca, 273).

Contato com o Canil Municipal telefone 3486-0229; Estrada Leonel Cabeleira Bitello, 271, segunda a sexta das 8:30 as 17:00.

Parabéns a toda equipe da Revista!

Revista Evidência, Ano XXXII, n. 221, 02/2017, R$14,90.

www.facebook.com/@revistaevidencia

Direção e Edição Luiz Henrique Saltiel

Boas leituras!


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Livro O ABC do B, Ziraldo


"Era uma vez uma letra B
de belíssimo aspecto.
Bonita assim não se vê
vendo todo o Alfabeto."

Livro O ABC do B
Ziraldo

Coleção ABZ
Melhoramentos

Boas leituras!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Revista O Menino Astronauta, Ziraldo


"Certa manhã, após um sono inquieto, quando Jorge Santos abriu os olhos sem cansaço, viu-se transformado num astronauta... E estava no espaço!

_ Caramba! Será que eu caí de cabeça no aquário?

_ Não! Esta é uma roupa espacial de verdade! Se fosse uma fantasia, teria a etiqueta!

_ Então, meu sonho se realizou!

_ Virei astronauta!"

Revista O Menino Astronauta
Criação Ziraldo
Arte Fábio Ferreira, Marco Ferreira, Miguel Mendes.
Revisão Sérgio Martins

Agência Espacial Brasileira
Ministério da Ciência e Tecnologia

Boas leituras!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Livro Rock Animal, O Guardião


"O dr. Gemma e sua equipe descobriram em uma pirâmide egípcia três pedras sagradas com o poder de se transformar em animais.
Elas vieram do centro do planeta para proteger a cultura da humanidade.
Agora, a equipe de pesquisadores viaja em busca de outras pedras semelhantes para evitar que caiam em mãos erradas."

Livro Rock Animal - O Guardião
Recreio - Abril S.A.

www.abril.com.br

Boas leituras!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Livro Roca faz estrada, Coleção Sonhos Virtuais


"Roca olha para a árvore. A árvore olha para Roca. Silenciosa, agita os galhinhos, pedindo proteção.
_ Não me faça nenhum mal, Dona Patrola, ainda sou um bebê, vou crescer e dar muita sombra e frutos.
Roca enxuga uma lágrima da pequena árvore. Faz uma curva, desviando da pequenina, e segue seu caminho, satisfeita."

Livro Roca Faz Estrada
Editor Jaci José Delazeri
Assistente Ada Delazeri
Ilustrações Luis Pedro Girardello

Edelbra - Indústria gráfica e editora

Boas leituras!

Antes de cair na folia, doe sangue!

*imagem: www.facebook.com/@MinisteriodaSaude

Para saber mais acesse: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/orientacoes/site/home/hemocentros

Boas leituras!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Livro Cinderela, Walt Disney


Livro "Mini-Pocket" Cinderela
Walt Disney

Tradução: Cristina Martins
Ilustração: Ron Dias e Bill Lorencz

Cia Melhoramentos
1997

Boas leituras!


LEIAGravataiIndica: Artes by Vania Resendes







Sim, somos um projeto que faz a ponte entre os livros e as pessoas; MAS, também somos pessoas idealistas que adoram indicar outros bons projetos, ainda mais quando é da família...

Minha irmã Vania Resendes é uma artesã extremamente talentosa!

E como a maioria dos pequenos empreendores precisamos replicar para aumentar a visualização do seu trabalho.

Ela vende para Gravataí/RS.

Veja mais das suas artes no facebook:

https://www.facebook.com/vania.resendes.9

Boas leituras!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

19 de fevereiro, Dia d@ Esportista

www.facebook.com/@OscarEsportes

www.facebook.com/@OscarEsportes

No Dia do Esportista queremos citar os nossos amigos Oscar e Maria que nos inspiram com suas trajetórias nos esportes.

Maria com a professora Anabel Lorenzi na Corrida Pelo Fim da Violência Contra a Mulher

A Maria, além de ser uma esportista, também é uma leitora e amiga do nosso Projeto já fez doações de livros!

Amigo Oscar visitando nosso Stand

Além da capacidade pessoal de superação, o Oscar tem um trabalho admirável com os eventos de Corridas aqui em Gravataí, tais como, a Corrida Natal Sem Fome que já está na 13a. Edição, a Corrida Pelo Fim da Violência Contra a Mulher na 3a. Edição, entre outros...

Parabéns a todos os esportistas!

Para saber mais sobre o Oscar Esportes:

https://www.facebook.com/OscarEsportes/

Boas leituras!

Poema O Livro e a América, Castro Alves

Participe! Aceitamos doações de livros!
Rua Lateral a RS 020, n. 1736, Morada do Vale I
Gravataí/RS

"O Livro e a América – Poesia Selecionada de Castro Alves

Talhado para as grandezas,
Pra crescer, criar, subir,
O Novo Mundo nos músculos
Sente a seiva do porvir.
Estatuário de colossos,
Cansado de outros esboços
Disse um dia Jeová:
"Vai, Colombo, abre a cortina,
Da minha eterna oficina…
Tira a América de lá".
Molhado inda do dilúvio,
Qual Tritão descomunal,
O Continente desperta
No concerto universal.
Dos oceanos em tropa
Um traz-lhe as artes da Europa,
Outro as bagas do Ceilão. . .
E os Andes petrificados,
Como braços levantados,
Lhe apontam para a amplidão.
Olhando em torno então brada:
"Tudo marcha!… Ó grande Deus!
As cataratas pra a terra,
As estrelas para os céus.
Lá, no polo sobre as plagas,
O seu rebanho de vagas
Vai o mar apascentar…
Eu quero marchar cos ventos,
Cos mundos… cos firmamentos!"
E Deus responde — Marchar!"
Marchar. . . Mas como! Da 
Nos dóricos Partenões,
A mil deuses levantando
Mil marmóreos Panteões?
Marchar coa espada de Roma,
Leoa de ruiva coma,
De presa enorme no chão,
Saciando o ódio profundo…
Com as garras nas mãos do mundo,
Com os dentes no coração?…
Marchar?… Mas como a Alemanha,
Na  feudal,
Levantando uma montanha
Em cada uma catedral?
Não! Nem templos feitos de ossos,
Nem gládios a cavar fossos
São degraus do progredir…
Lá brada César morrendo:
"No pugilato tremendo
Quem sempre vence é o porvir!"
Filhos do sec’lo das luzes!
Filhos da Grande Nação!Quando ante Deus vos mostrardes,
Tereis um livro na mão:
O livro — esse audaz guerreiro,
Que conquista o mundo inteiro
Sem nunca ter Warteloo;
Eolo de pensamentos, (663)
Que abrira a gruta dos ventos,
Donde a Igualdade voou!
Por uma fatalidade,
Dessas que descem de além,
O sec’lo que viu Colombo,
Viu Guttemberg também:
Quando no tosco estaleiro
Da Alemanha o velho obreiro
A ave da imprensa gerou,
O Genovês salta os mares,
Busca um ninho entre os palmares
E a pátria da imprensa achou.
Por isso na impaciência
Desta sede de saber,
Como as aves do deserto
As almas buscam beber.. .
Oh! bendito o que semeia
Livros… livros à mão cheia,
E manda o povo pensar!
O livro, caindo na alma,
É gérmen, que faz a palma,
É chuva, que faz o mar.
Vós, que o templo das idéias,
Largo, abris às multidões,
Pra o batismo luminoso
Das grandes revoluções,
Agora que o trem-de-ferro
Acorda o tigre no cerro
E espanta os caboclos nus,
Fazei desse rei dos ventos,
Ginete dos pensamentos,
Arauto de grande luz!
Bravo! a quem salva o futuro
Fecundando a multidão!
Num poema amortalhada,
Nunca morre uma nação,
Como Goethe moribundo,
Brada "Luz!" o Nôvo-Mundo
Num brado de Briareu…
Luz! pois, no vale e na serra…
Que se a luz rola na terra,
Deus colhe gênios no céu!…"
"(Espumas Flutuantes, nas Obras Completas de Castro Alves,ed. de Afrânio Peixoto, I, pp. 308-311)"
".(663) O poeta deslocou a tónica: escreveu Eolo por tolo: o que se per mite no verso."

"Seleção e Notas de Fausto Barreto e Carlos de Laet. Fonte: Antologia nacional, Livraria Francisco Alves."

Fonte: http://www.consciencia.org/bio-bibliografia-de-castro-alves-com-poema-o-livro-e-a-america

Boas leituras!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Coluna da Menina: No Dia Mundial dos Gatos muito amor!

www.facebook.com/@AmordeGatos

Olá queridos súditos! E também amados leitores da minha humilde coluna!

Hoje é um tal de Dia Mundial dos Gatos... ma-ra-vi-lha! Se bem que, todos os dias deveriam ser nossos! ...

Mas tá bom, vou aproveitar pra exigir a troca da água de 30 em 30 minutos, minha ração novinha, muito cafuné e um brinquedinho novo... Ah! Como é bom ter humanos que entendem nossas necessidades!

E vocês, os que tem gatos façam como os meus humanos: sentem no chão pra deixar a cadeira/sofá pros gatos; e para os que (absurdo) ainda não têm gatos, pois, ADOTEM!

Sim, sim, sem mi-mi-mi, minhas férias estão no seu derradeiro fim... Mas tudo bem, estou ocupada escolhendo a minha gloriosa fantasia de carnaval, logo terei novidades!

Dê carinho aos gatos!

Boas leituras!
Ponta Branca descansando os olhos...

Gata-Rainha-Master Menina

Livro Versos, Sons, Ritmos, Norma Goldstein


"Existe receita para a interpretação de um poema? Para Norma Goldstein, não. 
A poesia, cheia de significados, permite leituras variadas. Versos, sons, ritmos trata da análise do poema como um procedimento didático cujo ponto de chegada é a recuperação da unidade do texto poético, no momento da interpretação. 
Sem perder de vista essa unidade, a autora, professora da Universidade de São Paulo, mostra as possibilidades de aprofundar a leitura do poema por meio de recursos fônicos e rítmicos: metrificação, rimas, versos, estrofes. 
Essa leitura deve ainda levar em conta o contexto e as condições de produção. Numerosas exemplificações, análises e interpretações ajudam o leitor a mergulhar mais profundamente no universo literário. 
E o capítulo final apresenta um exemplo de análise, que o leitor, com sua sensibilidade, pode e deve ampliar."


Sinopse via:
http://www.saraiva.com.br/versos-sons-ritmos-3665740.html

Livro Versos, Sons, Ritmos
Norma Goldstein

Editora Ática
10a. Edição
1998

Boas leituras!

17 de fevereiro, Dia Mundial dos Gatos

Mamãe e eu
"O Dia Mundial do Gato é comemorado anualmente em 17 de fevereiro.
Esta data foi criada por uma instituição italiana, com o objetivo de ajudar a promover uma campanha contra os maus tratos contra os gatos.
A ideia se espalhou por todo mundo. Diversas ONG’s e instituições de apoio aos animais, aproveitam esta data para promover a adoção de gatos abandonados, que é outra meta essencial.
Os felinos domésticos também têm um outro dia dedicado exclusivamente para eles: 8 de agosto, conhecido como Dia Internacional do Gato.
Nesta data, criada em 2002, por iniciativa da International Fund for Animal Welfare, o objetivo também é debater e conscientizar os donos como cuidar corretamente dos seus gatos.
Entender alguns comportamentos e necessidades básicas dos gatos é um passo importante para quem deseja ser um bom dono.
Os gatinhos ainda são protagonistas ao longo do ano do Dia de Abraçar Seu Gato (em 4 de junho), o Dia Nacional do Gato (em 29 de outubro, nos Estados Unidos) e o Dia Nacional do Gato Preto (em 17 de novembro, também nos EUA).
Mesmo não existindo um Dia do Gato oficial no Brasil, estes animais de estimação são bastante queridos dos brasileiros.
De acordo com censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem aproximadamente 22,1 milhões de gatos nas casas do país.
Ver também o Dia do Cachorro."

Fonte: https://www.calendarr.com/brasil/dia-mundial-do-gato/

Abrace um gato!

Boas leituras!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Livro O Que É Serviço Social, Ana Maria R. Estêvão


"Assistente social é aquela moça boazinha que o governo paga para ter dó dos pobres."

"Qualquer definição popular e até algumas definições dadas por profissionais sobre o Serviço Social contém estes dois elementos: a moça e o pobre. Isto tem uma aparência de verdade, mas apenas aparência.

{ ... }

Talvez perguntar o que é Serviço Social não seja a questão certa.

Acho que o melhor seria dizer o que fazem e pensam os assistentes sociais, contando um pouco de sua história, mostrando que o Serviço Social tem pai e mãe e, inclusive, até já se deitou no divã do analista.

{ ... }

Se me disponho a escrever sobre o que é Serviço Social não é só porque pode interessar a muita gente, mas principalmente porque, apesar de tudo, acredito na profissão."

Livro O Que É Serviço Social
Ana María R. Estêvão

Editora Brasiliense
1a. Edição 1984
4a. Edição

Boas leituras!


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Livro Entre Outras Mil, Sérgio Arapuã de Andrade


Prefácio de Tom Zé

"Arapuã vem exercendo sua escritura impiedosa e, não obstante, tão humorada, desde a década de 50. Suas colunas jornalísticas eram acompanhadas por leitores totalmente fiéis.

Desde Aristófanes, pelo menos, o olhar cômico não têm a menor indulgência para com as bobagens e mazelas alheias. Enquanto a psicanálise fala em cura do doente, Arapuã mostra a enfermidade, mas não parece acreditar na cura. Cutuca as feridas de preconceitos e fragilidades brasileiras, com um texto astuto e escolado.

Olhamo-nos no espelho límpido que ele vira para a nossa cara: curiosamente, esse pode ser o começo da cura em que ele não bota fé.

Problemas terríveis, como a desonestidade, a mentira, se caíssem na mão de um autor menos hábil, fariam o texto pesar toneladas; mas ele nos surpreende e assusta com a agudeza de sua observação e com essa qualidade do riso, de retratar até um crime pelo viés da inteligência, de nos mostrar o ridículo de fatos tremendos.

Como muito ajuda quem não atrapalha, digo ao leitor que vá ao que interessa. Em vez de perorar sobre Bergson e "O Riso", por exemplo, vamos ao xis da questão: este livro aqui. Em vez de citar páginas que me deliciaram, conto que o leitor escolha suas afinidades e faça o que fazem os leitores do autor desde sempre, comentando, entre risos, as chicotadas verbais arapuanescas."

Livro Entre Outras Mil
Sérgio ( Arapuã ) de Andrade

Novo Século
2008

Boas leituras!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Valentine's Day


Frio. Amor. Valentine's Day.

No mundo inteiro o famoso Dia dos Enamorados é comemorado hoje; aqui no Brasil convencionamos dedicar um dia especial ao amor na véspera do dia de Santo Antônio ( considerado por muitos como "santo casamenteiro", ou seja, o nosso Dia dos Namorados é em 12 de junho.

A jornalista Kelly Matos, hoje no programa Timeline na Rádio Gaúcha, acredita que o nosso dia dos namorados migrou pra junho, porque a maioria das pessoas quer estar solteira pro carnaval... O Potter, outro colega de programa, acredita que o problema maior é o calor do verão, que na sua visão não colabora pro "namoro" ( se é que vocês me entendem )...Mas o David Coimbra, esclareceu que foi realmente pela questão da identificação com Santo Antônio...

É isso, história e as estórias!

Viva o amor!

Boas leituras!

Livro A iniciação no Antigo Egito, Jorge Rizzi


"Este texto é uma transcrição de conferência, na qual se buscou conservar o estilo do autor, para que a transposição literária não alterasse a clareza e autenticidade de suas palavras."

Livro A Iniciação no Antigo Egito
Jorge Angel Livraga Rizzi

Coleção Pérolas de Sabedoria
Edições Nova Acrópole
2005

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Livro Memórias póstumas de Brás Cubas, Oração aos moços e Palavra à juventude


Memórias póstumas de Brás Cubas

"expirei às duas horas da tarde de uma sexta-feira do mês de agosto de 1869, na minha bela chácara de Catumbi. Tinha uns sessenta e quatro anos, rijos e prósperos, era solteiro, possuía cerca de trezentos contos e fui acompanhado ao cemitério por onze amigos. Onze amigos! Verdade é que não houve cartas nem anúncios. Acresce que chovia _ peneirava _ uma chuvinha miúda, triste e constante, tão constante e tão triste, que levou um daqueles fiéis da última hora a intercalar esta engenhosa idéia no discurso que proferiu à beira de minha cova: _ Vós, que o conhecestes, meus senhores, vós podeis dizer comigo que a natureza parece estar chorando a perda irreparável de um dos mais belos caracteres que têm honrado a humanidade. Este ar sombrio, estas gotas do céu, aquelas nuvens escuras que cobrem o azul como um crepe funéreo, tudo isto é a dor crua e má que lhe rói à natureza as mais íntimas entranhas; tudo isso é um sublime louvor ao nosso ilustre finado.
Bom e fiel amigo! Não, não me arrependo das vinte apólices que lhe deixei. E foi assim que cheguei à cláusula dos meus dias; foi assim que me encaminhei para o undiscovered country de Hamlet, sem as ânsias nem as dúvidas do moço príncipe, mas pausado e trôpego, como quem se retira tarde do espetáculo. Tarde e aborrecido."

Oração aos moços
Palavras à juventude

"Deus, que fizeste estas montanhas, o globo que as agüenta, esses mundos que nos cercam, esses céus que nos envolvem; que esparzis as estrelas do firmamento e as flores da terra; que resplandeceis na santidade dos justos, e trovejais na consciência dos maus; que semeais na inocência das crianças e colheis na experiência dos velhos, derramai a vossa misericórdia sobre esta casa, sobre aqueles que a povoam no trabalho, sobre este enxame de esperanças, que aqui continuamente se renovam, sobre essa vergôntea pequenina de minha alma, que aqui fica entregue aos vossos apóstolos, mas ainda mais sobre os que hoje os deixam, galardoados com os primeiros graus do saber, para se afrontar com outras lidas. Vós, que tendes nas mãos a força, a vida e a bondade, medrai-os na bondade, na vida e na força. Incuti-lhes nos corações as virtudes que formam o homem e as virtudes que criam os povos. ( ... ) Ungi-os no espírito de verdade, para amarem o estudo, no espírito de regeneração, para detestarem o abuso, no espírito de obediência, para guardarem a lei, no espírito de solidariedade, para se associarem pelo bem, no espírito de resistência, para contrastarem a opressão. Ouvi-nos, Senhor, na vossa infinita generosidade, cujos tesoiros  não diminuem, por mais que se despencam em maravilhas com a criação, em liberalidades com as criaturas. Para que estas se venham a multiplicar em descendentes, que os sigam no vosso caminho, e mais uma geração e outras e outras passem, contemplando, abençoando e servindo o Criador benfazejo de todas as coisas."

Livro Literatura Luso-Brasileira
Memórias póstumas de Brás Cubas
Machado de Assis

Oração aos Moços
Palavras à Juventude
Rui Barbosa

Dicopel

Boas leituras!

Evento: Uma Página Por Dia


Cultivo o hábito de ler, acho que desde que aprendi a juntar as letrinhas.

Aqui na loja, enquanto espero meus parcos clientes, tenho sempre um livro em mãos.

Daí fiquei pensando que nem todo mundo tem essa oportunidade: de poder ter um livro em mãos e ler quando aprouvesse.

Resolvi então, dividir com vocês a leitura do livro "A coragem de crescer" da Maria Dinorah ( autora que leva o nome da nossa cidade na sua biografia ); tenho certeza de que será uma rica experiência de leitura!


Meu compromisso é diariamente postar uma página do livro e o de vocês será embarcar nessa verdadeira viagem e convidar seus amigos!

Para acompanhar basta clicar em comparecer no evento do link abaixo:

https://www.facebook.com/events/1917007528522629/?ti=cl

#UmaPaginaPorDia com muito carinho!

MilaResendes

Boas leituras!

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Filme Estrelas além do tempo, Texto Blog Veja Isabela Boscov

*imagem: Fb/20th Century Fox

"Estrelas Além do Tempo é um filme muito certinho e bem-comportado. É uma graça, e é muito terno. Como cinema, carece um tantinho de imaginação e de senso de aventura. Mas tem um mérito incontornável: nunca é demais lembrar das pessoas que tiveram de brigar todos os dias para conquistar coisas que hoje são tidas como certas (ou quase isso). Pessoas assim valentes abrem avenidas.

(...)

Obs.: Estrelas Além do Tempo é adaptado de um livro-reportagem homônimo da americana Margot Lee Shetterly, filha de um engenheiro negro da Nasa no campus da Virgínia. Margot nasceu em 1969 e cresceu ali, achando que todos os negros se tornavam engenheiros, matemáticos, físicos ou cientistas espaciais, porque sua família convivia com dezenas de outras famílias assim. Essa é a avenida que Katherine, Dorothy, Mary e outros como elas abriram."

Para ler na íntegra o excelente texto de Isabela Boscov no site da Veja:

https://www.google.com.br/amp/veja.abril.com.br/blog/isabela-boscov/estrelas-alem-do-tempo/amp/

Boas leituras!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Coluna da Menina: conferindo a agenda e novidades


Olá queridos súditos! Ou como geralmente preferem, amados leitores desta coluna...

Pois bem, estava aqui conferindo minha agenda e sinto informá-los, mas ainda estou em férias!

Pois e, eu sei, juro, mas não tem o que fazer, vejam, as minhas férias estão estipuladas no meu contrato com os humanos... E não seria louca de não cumprir o contrato!

Vamos lá, enxuguem o rosto e aproveitem esses parcos minutos que dediquei a "conversar" com vocês! Sejam agradecidos!

Ah, daqui a pouco vocês saberão mais notícias minhas através da imprensa. Eles não cansam de me procurar, tive de deliberar alguns minutos das minhas férias com eles.

Fica uma pequena amostra do que vem por aí...

*foto/Priscila Milán

Boas leituras!


"Vamos Ler?" Livro Apagando Velinhas, Nelson Albussi



Pois é, o nosso primeiro "Vamos Ler?" de 2017 está muito especial! Conta a história da Vó Romilda com sua companheira a gata Mimolina; sendo que a Vó vai fazer aniversário e aí, está o "X" da questão: será que a sua família vai lembrar? ...

Ficaram ansiosos pra saber como vai terminar essa história? Passa lá na nossa pagina no facebook e LEIA conosco!!!

www.facebook.com/@projLEIAGravatai

Livro Apagando Velinhas
Nelson Albussi
Ilustrações Mariângela Haddad

Coleção Fazendo História
Edições Paulinas

Boas leituras!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Livro A Saga de Castorina, Etevaldo Silveira



"As linhas que narram fatos importantes da vida de dona Castorina aqui descritas poderiam ser mais extensas, pois quanto mais escrevo, mais tenho vontade de escrever, tão imenso é o desejo de contar suas qualidades e virtudes, que brotam de minha memória saudosa de seu sorriso. É a lembrança dele que me inspirou e poderia ficar noites e noites sem fim tentando contar tudo  que me vêm a lembrança acerca da sua vida dedicada ao lar e à veneração de Nossa Senhora do Rosário. Poderia atravessar madrugadas a dentro, e nem assim contaria tudo."

Mamãe! Um poema para ti

Para mim
És a amiga
Que estende a mão
A quem
Está caindo
Teu amor
É a meta
De quem
Está subindo
És o lenço
Que
Me enxugará
O pranto
No acalanto
De minhas noites
Tristes

Mamãe
fui tão pouco
para ti
e, no entanto, 
foste tanto
para mim.

Etevaldo Silveira

Livro A Saga de Castorina
Etevaldo Silveira

Canoas RS
Edição do Autor
2009 1a. Edição

Boas leituras!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Livro Em nome da rosa, Umberto Eco


"Chegando ao fim desta minha vida de pecador, enquanto, encanecido, envelheço como o mundo, à espera de perder-me no abismo sem fundo da divindade silenciosa e deserta, participando da luz inconversivel  das inteligências angélicas, já entrevado com meu corpo pesado e doente nesta cela do caro mosteiro de Melk, apresto-me a deixar sobre este pergaminho o testemunho dos eventos mirificos e formidáveis a que na juventude me foi dado a assistir, repetindo verbatim quando vi e ouvi, sem me aventurar a tirar disso um desenho, como a deixar aos que virão (se o Anticristo não os preceder) signos de signos, para que sobre eles se exercite a prece da decifração."

Livro O Nome da Rosa
Umberto Eco

Tradução de Aurora Fornoni Bernardini e Homero Freitas de Andrade
Editora Nova Fronteira S/A
2003

Boas leituras!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Livro Os Pastores da Noite, Jorge Amado


"Pastoreavamos a noite como se ela fosse um rebanho de moças e conduziamos aos portos da aurora com nossos cajados de aguardente, nossos toscos bastões de gargalhadas.
E, se não fôssemos nós, pontais ao crepúsculo, vagarosos caminhantes dos prados do luar, como iria a noite _ suas estrelas acendidas, suas esgarçadas nuvens, seu manto de negrume _, como iria ela, perdida e solitária, acertar os caminhos tortuosos dessa cidade de becos e ladeiras? ( ... ) Em nosso apascentar sem limites, tamos recolhendo a sede e a fome, as súplicas e os soluços, o estrume das dores e os brotos da esperança, os ais de amor e as desgarradas palavras doloridas, e preparavamos um ramalhete cor de sangue para com ele enfeitar o manto da noite."

Livro Os Pastores da Noite
Jorge Amado

Editora Record
26° edição
1976

Boas leituras!