sábado, 14 de maio de 2016

A força da solidariedade



Estou convencida de que a única coisa que dá certo nesse País é aquilo que as pessoas resolvem fazer por conta própria; são as iniciativas das Marias e dos Josés das periferias das comunidades que realmente alcançam os que mais necessitam...
É o agasalho que chega porque a Maria arrumou o armário e entregou na escola do filho que identificou um aluno sem agasalho e que repassou a ele; é o José que se cadastrou no banco de medula e que seu material genético serviu pra outra pessoa restituindo-lhe a possibilidade de continuar lutando por saúde; é o pacote de arroz que a Maria ofertou pra vizinha que só tinha panelas vazias; é o José que pensou que talvez pudessem roçar a praça pras crianças brincarem; foi a Maria que cuida dos cachorros abandonados de rua que passavam "invisíveis" pela rua; 
ENFIM, são tantos e tantos casos onde a Solidariedade só alcançou seu objetivo porque pessoas anônimas, simples, pessoas iguais eu ou você, sem expressão global, resolveram arregaçar as mangas e fazer acontecer... e deu certo. Porque cada vez que NÓS decidimos ajudar a roda da solidariedade se movimenta e produz faíscas aquecendo o coração de quem recebe e também de quem doa... 
Não se deixe abater, ontem ainda escutei a psiicóloga dizer que o contrário de Amor é a Indiferença... a situação tá difícil pra todos, mas ao menos quem ajuda tira o foco do seu problema, da sua necessidade e foca no problema do outro, na necessidade do outro... e falo, não porque estou com a vida ganha, totalmente ao contrário, falo porque desde que iniciamos a coleta e doação de livros aqui na loja, ouço muitas pessoas me agradecerem, mas na realidade ajudar está me distraindo dos meus problemas... 
Ajude, Insista, Acredite, Faça. 
O mundo tá ruim, tá difícil, você não sabe em quem ou que acreditar, é verdade, mas não seja indiferente, não se acomode como o mundo parece querer que faça, agite-se, transforme-se, proponha-se, movimente-se, vá ao contrário da maré do conformismo e faça a sua pequenina gotinha no oceano. 

Muitas são as necessidades! 

Beijo muito carinhoso! 

Maria Emília

Boas leituras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário