quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

O porquê do Projeto LEIA Gravataí

 
 
Alguns hão de pensar que estamos em ótima fase aqui na Monza Car Auto Peças, pra estarmos investindo tempo no Projeto LEIA Gravataí; mas na realidade assim como a maioria dos ramos de atividade do Brasil estamos tentando enfrentar a crise econômica que nos assola desde o 2015, com bravura e determinação.
As vendas e os serviços caíram muito desde o 1º semestre do ano passado, sentimos no dia a dia, o quanto os clientes estão pesquisando os preços e por vezes, deixando de realizar reformas nos automóveis que não seja urgente... 
 
Mas, somos Pedagogos e como tais, somos inquietos, somos inquiridores, somos movidos a desafios; e depois de planejar por anos e não executar, nesse ano em especial, onde os analistas econômicos nos alertam que 2016 será uma repetição de 2015, e quando dizem que chegamos ao fundo do poço { será? }; pensamos: é nesses momentos que a cultura, a educação se sobressaem!
O povo oprimido se recolhe na ausência do Estado, seja na saúde pública, na educação pública, na situação das estradas sejam elas do Bairro, Estaduais ou Federais, o emprego que vacila, o salário que não chega pra tantas contas... enfim, quando observamos a fisionomia das pessoas passando aqui em frente a nossa loja, vemos muitas pessoas-zumbis... parece que andam sem saber ao certo onde vão, poucos sorriem, ou ao menos cumprimentam-se... as pessoas passam umas pelas outras sem se ver.
E foi nesse cenário que entedemos que a pequenina contribuição que poderíamos dar teria de ser agora; mesmo sem a estrutura desejada; mesmo quando nós mesmos não estávamos naquela astral desejado; enfim, a VIDA tem de ser vivida com coragem e audácia. E se de quebra, for possível tentarmos ajudar, que seja... fica bem melhor de ser vivida! 
 
Confesso que mesmo sendo um otimista e um entusiasta da educação, a falta de motivação de algumas pessoas em pegar um livro sem custo algum e tentar ler, me deixa um pouco decepcionado. Mas, é preciso entender que temos uma crise também na educação pública, onde muitos dos nossos colegas de faculdade nos relatavam que as crianças, os adolescentes, chegavam á escola sem motivação pra estudar... ora era o calor, ora era o frio, ora material que não havia, ora era a aula dita "chata" por muitos... enfim, com o profissional da educação também não é diferente, baixa estima, sobrecarga de horários, falta de material básico pra as aulas, alunos pouco motivados, violẽncia escolar, violência familiar... enfim, seriam tantos os desafios que extrapolaria o número de linhas proposto para o texto.
 
Porém o sonho se faz necessário, precisamos lamentar a realidade, honrar nossos princípios, lutar por nossas convicções e não desistir.
 
Cada um, fazendo um pouquinho além do possível, quem sabe conseguiremos chegar próximo ao mínimo satisfatório.
Eu acredito e te convido a sonhar conosco!
Eduardo Miranda
Maria Emília Resendes

Administradores do Projeto LEIA Gravataí 

Nenhum comentário:

Postar um comentário